Beats N' Lights

Press | Reputação: crie um bom relacionamento com os veículos de imprensa

Por Alan Medeiros

Embora a mensagem de seu título seja absolutamente clara, esse texto poderia ter diferentes desdobramentos de acordo com o cenário analisado. No caso, vamos refletir sobre o universo da música eletrônica e sua realidade ainda um tanto quanto distante de uma cena de imprensa 100% profissionalizada.

+ Quero ler 4 dicas sobre disparo de press

Antes de tudo, é necessário dizer que boa parte, ou ao menos uma parte dos principais players de imprensa dentro da música eletrônica brasileira tem tal tarefa como profissão secundária ou terciária. Isso reflete diretamente no processo individual de cada mídia, que naturalmente se torna muito mais lento, em alguns casos até desorganizado.

Como a demanda de DJs/produtores/clubs/festas/festivais/gravadoras no Brasil já é significativa, se torna impossível cobrir tudo que é digno de destaque em tempo real. Assessores e até mesmo os próprios artistas falham no contato com as mídias, que precisam de tempo para produzir conteúdos mais elaborados. O imediatismo é um dos grandes desafios enfrentados pelos editores, que por vezes encontram bons assuntos, mas pouco ou quase nada de tempo para trabalhar.

Para criar um bom relacionamento com a mídia especializada, é necessário que, em primeiro lugar, você se coloque no lugar do veículo em questão. Este assunto é realmente relevante? A abordagem não está jabá demais? Há tempo hábil para produção dessa ideia? Sempre as respostas serão esclarecedoras e ajudarão você a entender a melhor forma de trabalhar com a mídia especializada em música eletrônica no Brasil.

Por último, mas não menos importante: NINGUÉM é obrigado a publicar nada! Por mais relevante que você considere seu assuntou ou ideia, isso não é sinônimo de publicação. Embora ainda envolvidos em um processo de amadurecimento, as mídias brasileiras possuem seus próprios perfis de redação e respeitar isso é parte indispensável para construção de uma possível parceria.

Qual sua principal dificuldade atualmente? Nós podemos te ajudar!

Conteúdo é tudo.

No Comments
Post a Comment