Beats N' Lights

Social Media | 5 dicas para produção de conteúdo no Stories do Instagram

Por Alan Medeiros

Cada vez mais tem sido necessário complementar sua produção de conteúdo em diferentes redes sociais. No caso do Instagram, a função Stories tem reservado resultados importantes para aqueles que investem na plataforma. Em Novembro do ano passado o Insta bateu a marcada de 300 milhões de usuários ativos, ou seja, se manter ativo por lá não é uma opção, é uma obrigação. Nesse blog post, o primeiro do nosso site, vamos explorar 5 diferentes abordagens de conteúdo para o formato. Confira:

Arraste para cima

Além de anúncios oriundos do Facebook, a única forma de inserir um link em uma publicação de Instagram é através do “swipe up” ou “arraste para cima”. A função só está disponível para perfis comerciais com mais de 10 mil seguidores e pode ser utilizada com links de venda de ingressos, lançamentos e conteúdos de imprensa.

Hastags

Embora muita gente se esqueça, as hastags estão disponíveis no Stories também. Com elas, você pode comentar assuntos em alta, ter seu perfil vinculado a história de uma hastag e consequentemente atingir uma nova fatia de público.

Lives

Assim como no Facebook, há possibilidade de transmissão ao vivo para o Stories do Instagram. Os lives são uma das principais tendências de 2018 e uma ótima oportunidade de você mostrar os bastidores do seu dia-a-dia para sua base de fãs. Além disso, eles também aparecem em destaque na fila dos Stories.

Manifeste sua opinião

Desde que sua opinião não desrespeite ninguém, é importante se manter ativo num cenário como o da música eletrônica. Comentar os principais acontecimentos da cena (lançamentos, festivais, etc) é uma boa forma de se posicionar como formador de opinião frente ao seu público.

Seja criativo

Os Stories oferecem uma gama interessante de possibilidades para edição de fotos e vídeos ali mesmo dentro da plataforma. Procure deixar seus conteúdos mais atrativos, essa é uma ótima maneira de enriquecer suas postagens de uma forma simples e orgânica.

No Comments
Post a Comment